O Ciclo de Renascimentos

Samsara



Um oceano de lgrimas

"O que maior, as lgrimas que vocs derramaram transmigrando e perambulando por este longo, longo tempo - chorando e derramando lgrimas por estarem unidos ao que desagradvel, separados do que agradvel - ou a gua contida nos quatro grandes oceanos?.Isto maior: as lgrimas que vocs derramaram transmigrando e perambulando por este longo, longo tempo - chorando e derramando lgrimas por estarem unidos ao que desagradvel, separados do que agradvel - no a gua contida nos quatro grandes oceanos.

"H muito tempo ( repetidamente ) vocs experimentaram a morte de uma me. As lgrimas que vocs derramaram pela morte de uma me enquanto transmigravam e perambulavam por este longo, longo tempo - chorando e derramando lgrimas por estarem unidos ao que desagradvel, separados do que agradvel - no a gua contida nos quatro grandes oceanos.

"H muito tempo ( repetidamente ) vocs experimentaram a morte de um pai...a morte de um irmo...a morte de uma irm...a morte de um filho...a morte de uma filha...perda de parentes...perda de riquezas...perda relativa a enfermidades. As lgrimas que vocs derramaram relativas a perdas por doenas enquanto transmigravam e perambulavam por este longo, longo tempo - chorando e derramando lgrimas por estarem unidos ao que desagradvel, separados do que agradvel - no a gua contida nos quatro grandes oceanos.

"Por que ocorre isso? Esse samsara no possui um incio que possa ser descoberto. Um ponto inicial no discernido para os seres que seguem vagando e perambulando, obstaculizados pela ignorncia e agrilhoados pela cobia. H muito tempo vocs experimentaram o sofrimento, experimentaram a dor, experimentaram a perda, inchando os cemitrios - o suficiente para desencantar-se com todas as coisas condicionadas, o suficiente para se tornarem desapegados, o suficiente para se libertarem."

-- SN XV.3 


O precioso nascimento humano

Bhikkhus, suponham que este grande planeta terra estivesse completamente coberto com gua e um homem lanasse uma bia com um nico furo. Um vento do leste a empurraria para o oeste, um vento do oeste a empurraria para o leste. Um vento do norte a empurraria para o sul, um vento do sul a empurraria para o norte. E suponham que houvesse uma tartaruga cega. Ela viria para a superfcie uma vez a cada cem anos. Agora o que vocs pensam, bhikkhus, aquela tartaruga cega, vindo para a superfcie uma vez a cada cem anos, colocaria o seu pescoo naquela bia com um nico furo?

Seria por mero acaso, venervel senhor, que a tartaruga cega, vindo para a superfcie uma vez a cada cem anos, colocasse o seu pescoo naquela bia com um nico furo."

Assim tambm, um mero acaso que algum obtenha o estado humano. Assim tambm, um mero acaso que um Tathagata, um Arahant, perfeitamente iluminado, surja no mundo. Do mesmo modo, um mero acaso que o Dhamma e Disciplina expostos por um Tathagata brilhe no mundo.

Vocs obtiveram esse estado humano, bhikkhus. Um Tathagata, um Arahant, perfeitamente iluminado, surgiu no mundo. O Dhamma e Disciplina expostos pelo Tathagata brilha no mundo.

Portanto, bhikkhus, um esforo deve ser feito para compreender: Isto sofrimentoEsta a origem do sofrimentoEsta a cessao do sofrimentoEste o caminho da prtica que conduz cessao do sofrimento."

-- SN LVI.48 


Por que perambulamos pelo samsara?

" por no compreender e no penetrar quatro coisas, que perambulamos e transmigramos por um longo, longo tempo, voc e eu. Quais quatro?

" por no compreender e no penetrar a nobre virtude que perambulamos e transmigramos por um longo, longo tempo, voc e eu.

" por no compreender e no penetrar a nobre concentrao que perambulamos e transmigramos por um longo, longo tempo, voc e eu.

" por no compreender e no penetrar a nobre sabedoria que perambulamos e transmigramos por um longo, longo tempo, voc e eu.

" por no compreender e no penetrar a nobre libertao que perambulamos e transmigramos por um longo, longo tempo, voc e eu.

"Porm quando a nobre virtude compreendida e penetrada, quando a nobre concentraonobre sabedorianobre libertao compreendida e penetrada, ento o desejo por ser/existir destrudo, o guia (desejo e apego) para ser/existir tem fim, no h mais ser/existir."

-- AN IV.1


O passo seguinte no Treinamento Gradual: A Segunda Nobre Verdade

 

Revisado: 2 Setembro 2006

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.