Anguttara Nikaya IV.175

Upavana Sutta

Upavana

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Ento o venervel Upavana foi at o venervel Sariputta e depois de cumpriment-lo sentou a um lado e disse:

(1) "Amigo Sariputta, algum se torna aquele que d um fim atravs do conhecimento?" [1]

"Esse no o caso, amigo."

(2) "Ento, algum se torna aquele que d um fim atravs da conduta?"

"Esse no o caso, amigo."

(3) "Ento, algum se torna aquele que d um fim atravs do conhecimento e da conduta?"

"Esse no o caso, amigo."

(3) "Ento, algum se torna aquele que d um fim atravs de outra forma que o conhecimento e a conduta?"

"Esse no o caso, amigo."

"Quando voc foi perguntado: ' Amigo Sariputta, algum se torna aquele que d um fim atravs do conhecimento?' voc respondeu: ' Esse no o caso, amigo.' Quando voc foi perguntado: ' Ento, algum se torna aquele que d um fim atravs da conduta? ... atravs do conhecimento e da conduta? ... de outra forma que o conhecimento e a conduta?' [em cada caso] voc respondeu: ' Esse no o caso, amigo.' Ento de que forma algum se torna aquele que d um fim?"

(1) "Amigo, se algum se tornasse aquele que d um fim atravs do conhecimento, ento mesmo aquele que ainda tem apego se tornaria aquele que d um fim. (2) Se algum se tornasse aquele que d um fim atravs da conduta, ento mesmo aquele que ainda tem apego se tornaria aquele que d um fim. (3) Se algum se tornasse aquele que d um fim atravs do conhecimento e da conduta, ento mesmo aquele que ainda tem apego se tornaria aquele que d um fim. (4) Se algum se tornasse aquele que d um fim atravs de outra forma que o conhecimento e a conduta, ento mesmo uma pessoa comum se tornaria aquele que d um fim; pois uma pessoa comum no possui conhecimento e conduta.

"Amigo, quem deficiente em conduta no compreende e v as coisas como elas na verdade so. Quem consumado em conduta compreende e v as coisas como elas na verdade so. Compreendendo e vendo as coisas como elas na verdade so algum se torna aquele que d um fim. [2]

 


Notas:

[1] Os comentrios explicam que dar um fim se refere ao ciclo de samsara. [Retorna]

[2] Esta afirmao difere da afirmao anterior (que algum pode dar um fim atravs do conhecimento e conduta) na nfase em compreender e ver (bem como conduta) como funes ativas ao invs de uma posse subjetiva maculada com o apego.

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 2 Maro 2013

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.