Samyutta Nikaya II.9

Candima Sutta

Candima

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Em Savatthi. Agora, naquela ocasio o jovem deva Candima havia sido seqestrado por Rahu, o senhor dos asuras. [1] Ento, recordando-se do Abenoado, o jovem deva Candima recitou o seguinte verso:

Presto homenagem ao Buda!
Oh heri! Voc est completamente libertado.
Eu estou cativo,
por favor seja o meu refgio.

Ento, referindo-se ao jovem deva Candima, o Abenoado se dirigiu em versos a Rahu, o senhor dos asuras:

Candima buscou refgio
no Tathagata, o Arahant.
Liberte Candima, Oh! Rahu,
os Budas tm compaixo pelo mundo.

Ento Rahu, o senhor dos asuras, libertou o jovem deva Candima e apressado foi at Vepacitti, o senhor dos asuras.[2] Ao chegar, chocado e aterrorizado, ele ficou em p a um lado. Ento, como ele ali permanecesse, Vepacitti, o senhor dos asuras, se dirigiu a ele em versos:

Porque, Rahu, voc veio to apressado?
Porque voc libertou Candima?
Chegando como que em choque,
porque voc est a parado com medo?

Minha cabea teria se partido em sete,
enquanto vivesse eu no teria paz,
se, ao ouvir os versos do Buda,
eu no tivesse libertado Candima.

 


 

Notas:

[1] Candima um deva que vive na manso da Lua, o nome em si significa a Lua. bvio que o seu aprisionamento por Rahu significa o eclipse lunar. [Retorna]

[2] Embora Rahu e Vepacitti sejam descritos como o senhor dos asuras, parece que Vepacitti o superior e Rahu um subordinado. Vepacitti o antagonista constante de Sakka, o senhor dos devas. [Retorna]

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 5 Fevereiro 2005

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.