Udana II.1

Muccalinda Sutta

Muccalinda

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Assim ouvi. Certa ocasio o Abenoado estava em Uruvela s margens do rio Neranjara ao p de uma figueira-dos-pagodes, pouco tempo depois de ter alcanado a perfeita iluminao ele ficou sentado em meditao sob a sombra dessa rvore por sete dias sem parar, sensvel felicidade da libertao. Agora naquela ocasio surgiu uma grande tormenta fora de poca e durante sete dias houve nuvens de chuva, ventos frios e tempo instvel. Ento Muccalinda, o rei das najas, tendo deixado o seu reino, circundou o corpo do Abenoado sete vezes com o seu corpo, mantendo o seu grande capelo dilatado sobre o Abenoado pensando: Que o Abenoado no seja perturbado pelo frio. Que o Abenoado no seja perturbado pelo calor. Que o Abenoado no seja perturbado pelo toque das moscas, mosquitos, vento, sol e criaturas rastejantes.

Ento ao final de sete dias o Abenoado emergiu daquela concentrao. Muccalinda percebendo que o cu havia clareado e que as nuvens de chuva haviam se dissipado, desenrolou o seu corpo do corpo do Abenoado e mudou de aparncia, assumindo a forma de um jovem, ficando em p em frente ao Abenoado homenageando-o com as mos postas sobre o corao.

Ento, dando-se conta do significado disso, o Abenoado nessa ocasio exclamou:

Bem-aventurado o isolamento para aquele que est satisfeito,
aquele que ouviu o Dhamma e que v.
Bem-aventurada a no-aflio com relao ao mundo,
conteno em relao aos seres vivos.
Bem-aventurado o desapego com relao ao mundo,
a superao dos desejos dos sentidos.
Mas subjugar a presuno Eu sou -
essa deveras
a suprema bem-aventurana.

 


>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 27 Maio 2006

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.