Anguttara Nikaya IV.121

Attanuvada Sutta

Repreender a si Mesmo

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Bhikkhus, h esses quatro perigos. Quais quatro? O perigo de repreender a si mesmo, o perigo de ser repreendido pelos outros, o perigo da punio, e o perigo de um destino ruim.

E qual, bhikkhus, o perigo de repreender a si mesmo? o caso em que algum reflete da seguinte forma: 'Se eu me ocupasse com a conduta corporal, verbal, e mental imprpria, eu no reprovaria a mim mesmo devido a esse comportamento?' Temendo o perigo de culpar a si mesmo ele abandona a conduta corporal imprpria e desenvolve a conduta corporal apropriada; ele abandona a conduta verbal imprpria e desenvolve a conduta verbal apropriada; ele abandona a conduta mental imprpria e desenvolve a conduta mental apropriada; ele se mantm puro. Esse chamado o perigo de repreender a si mesmo.

E qual o perigo de ser repreendido pelos outros? o caso em que algum reflete da seguinte forma: 'Se eu me ocupasse com a conduta corporal, verbal, e mental imprpria, eu no seria repreendido pelos outros devido a esse comportamento?' Temendo o perigo de ser repreendido pelos outros ele abandona a conduta corporal imprpria e desenvolve a conduta corporal apropriada; ele abandona a conduta verbal imprpria e desenvolve a conduta verbal apropriada; ele abandona a conduta mental imprpria e desenvolve a conduta mental apropriada; ele se mantm puro. Esse chamado o perigo ser repreendido pelos outros.

E qual o perigo da punio? o caso em que algum v que quando os reis prendem um ladro eles o submetem a vrios tipos de castigos: eles so aoitados com chicotes, golpeados com varas, golpeados com clavas; as mos so cortadas, os ps so cortados, as mos e os ps so cortados; as orelhas so cortadas, o nariz cortado, as orelhas e o nariz so cortados; eles so sujeitos ao pote de mingau, ao barbeado com a concha polida, boca de Rahu, grinalda ardente, mo ardente, s lminas de capim, tnica de casca de rvore, ao antlope, aos ganchos de carne, s moedas, conserva em desinfetante ao pino que gira, ao colcho de palha enrolado; eles so molhados com leo fervente, atirados para serem devorados pelos ces, empalados vivos em estacas, decapitados com espadas.

"Ele reflete da seguinte forma: 'Quando os reis prendem um ladro eles o submetem a vrios tipos de castigos: eles so aoitados com chicotes ... decapitados com espadas. Agora se eu praticasse esse tipo de ao ruim, e se os reis me prendessem, eles me sujeitariam aos mesmos castigos. Eles me aoitariam com chicotes .... decapitariam com espadas.' Temendo o perigo da punio, ele no se ocupa com o roubo das posses dos outros. Esse chamado o perigo da punio.

E qual o perigo de um destino ruim? o caso em que algum reflete da seguinte forma: 'A conduta corporal imprpria produz resultados ruins nas vidas futuras; a conduta verbal imprpria produz resultados ruins nas vidas futuras; a conduta mental imprpria produz resultados ruins nas vidas futuras. Agora se eu me ocupasse com a conduta imprpria atravs do corpo, linguagem e mente, ento na dissoluo do corpo, aps a morte, eu reapareceria num estado de privao, num destino infeliz, nos reinos inferiores, at mesmo no inferno.' Temendo o perigo de um destino ruim, ele abandona a conduta corporal imprpria e desenvolve a conduta corporal apropriada; ele abandona a conduta verbal imprpria e desenvolve a conduta verbal apropriada; ele abandona a conduta mental imprpria e desenvolve a conduta mental apropriada; ele se mantm puro. Esse chamado o perigo de um destino ruim.

 


 

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 2 Maro 2013

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.